Caminhoneiros deixam pontos de protestos nas rodovias de Feira de Santana, afirma PRF.

Desde ontem a PRF faz um trabalho para desmobilizar os pontos onde estavam ocorrendo protestos nas estradas baianas.


Os caminhoneiros que estavam paralisados nas rodovias em Feira de Santana começaram a deixar os pontos de protestos na tarde desta quarta-feira (30), décimo dia de paralisação da categoria. A informação é da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que desde ontem faz um trabalho para desmobilizar os pontos onde estavam ocorrendo protestos nas estradas baianas.

De acordo com o Policial Rodoviário Federal, Marcelo Santos, a PRF conversou com os caminhoneiros, fez a mediação e eles foram compreensivos e resolveram encerrar o movimento. Segundo Marcelo Santos, os caminheiros estão voltando a rotina e a PRF vai continuar no trecho para tentar manter a normalidade.

“Na região de Feira de Santana a situação encontra-se tranquila e os pontos que existiam até ontem, próximo a Uefs, foram desmobilizados hoje. A gente mostrou que eles já conseguiram uma visibilidade e que o governo apresentou as propostas atendendo uma série de reivindicações e os convencemos de que o melhor a fazer no momento era desmobilizar”, afirmou ao Acorda Cidade.

Maioria queria permanecer
Silvio César, que é motorista de caminhão e estava participando do movimento, afirmou que a categoria estava muito satisfeita e que a maioria dos caminhoneiros não queria desmobilizar. 
“A gente estava com a esperança de vencer a batalha, só que alguns colegas chegaram a desistir e ficamos surpresos com a decisão deles. Infelizmente não deu pra continuar com o momento. A gente esperava coisas melhores. A redução do óleo diesel foi pouca e vai chegar muito pouco nas bombas. Depois o valor vai chegar no mesmo que estava e a gente vai continuar passando dificuldades”, lamentou.
Silvio César ainda agradeceu o apoio da população feirense. “Enquanto estávamos mobilizados tivemos segurança, alimentação. Contamos com a ajuda da população de Feira de Santana. Foram muitos motoristas e contamos com a solidariedade das pessoas”, agradeceu.
Outro motorista, que é um dos líderes do movimento e não quis se identificar, ficou bastante emocionado com o fim da paralisação. Ele agradeceu a população de Feira de Santana, afirmou que fez muitas amizades durante o movimento e fez um apelo para a sociedade.
“A PRF pediu que a gente parasse com a paralisação, desmanchasse as cabanas, que eram nossa proteção. Com essa paralisação construímos uma família. Foram 10 dias juntos e todos colaboraram uns com os outros. Criamos muitas amizades. Obrigada a população de Feira de Santana que nos fez muitas doações e agora nós é que estamos doando o que sobrou, já que é muita coisa. Quero dizer ao pessoal de Feira e de todo o Brasil, vão criar uma lei para que nós caminhoneiros não façamos mais paralisação e toda a população vamos pagar o preço disso aí”, afirmou.
Fonte: Acorda Cidade.